Há 20 anos...
 
 Em 1994, para a disputa da Copa do Mundo dos Estados Unidos, Carlos Alberto Parreira montou um time que tinha no equilíbrio dos seus setores e um forte sentido coletivo e de competitividade os seus grandes atributos.
 
Isso, aliado à qualidade técnica dos jogadores, fizeram a Seleção Brasileira, cono definiu Parreira, jogar um futebol que chamou à brasileira.
 
A campanha do tetracampeonato teve seu jogo final contra a Itália, no dia 17 de julho de 1994. Depois de empate em 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação, a decisão foi para a cobrança de pênaltis. Taffarel fez a sua parte - Dunga, Romário e Branco converteram para o Brasil, que venceu por 3 a 2.
 
O Brasil era tetra!
 
 17/07/1994 (12.35)
BRASIL 0:0 ITÁLIA (0:0, a.e.t. 0:0, 0:0)
Pênaltis: Brasil 3:2 Itália
Competição: Copa do Mundo.
Local: Estádio Rose Bowl, em Pasadena (USA). Público: 94.194 espectadores.
Árbitro: Sándor Puhl (Hungria). Assistentes: Venancio Concepción Zárate Vásquez (Paraguai), Mohammed Fanaei (Irã).
Cartão Amarelo: Mazinho, Cafu, Apolloni, Albertini.
BRASIL: Taffarel, Jorginho (Cafu, aos 21), Aldair, Márcio Santos e Branco; Mauro Silva, Dunga, Mazinho e Zinho (Viola, aos 106); Bebeto e Romário. Treinador:Carlos Alberto Gomes Parreira.
ITÁLIA: Pagliuca, Benarrivo, Mussi (Apolloni, aos 34), Franco Baresi e Maldini; Albertini, Dino Baggio (Evani, aos 95), Berti e Donadoni; Roberto Baggio e Massaro.Treinador: Arrigo Sacchi.
Pênaltis: Franco Baresi (0:0); Márcio Santos (0:0); Albertini (0:1); Romário (1:1); Evani (1:2); Branco (2:2); Massaro (2:2); Dunga (3:2); Baggio (3:2).
 
Assessoria CBF
Axact

Canguçu Sports

Canguçu Sports é um blog portal voltado para as notícias esportivas da cidade de Canguçu e Zona Sul do estado do Rio Grande do Sul, criado em 2008 com intuito de facilitar a inclusão esportiva e na mídia digital é parte integrante da empresa BR PRESS. E-mail : editorresponsavel@gmail.com

Deixe um comentário:

0 comments: