Em jogo na Arena Pernambuco, Costa Rica e Grécia se enfrentaram pela quarta partida das oitavas de final neste domingo (30). A Costa Rica saiu na frente com um gol de Ruiz, mas nos acréscimos do segundo, aos 46 minutos,  a Grécia empatou com Sokratis. O jogo foi para prorrogação, mas foi resolvido somente nos pênaltis. A Costa Rica se deu melhor graças a defesa de Navas e avança para as quartas de final. 

Agora, a “zebra” da América Central terá o seu maior desafio de todas as edições da Copa que participou. Ela enfrentará a Holanda, que venceu o México em uma virada aos 48 minutos do segundo tempo. Já a Grécia deixa o Mundial como uma seleção que não conseguiu mostrar superioridade mesmo quando venceu na primeira fase. O público total da Arena Pernambuco foi de 41.482 espectadores.

Primeiro tempo amarrado

Consideradas como as zebras da Copa, as duas equipes fizeram um primeiro tempo sem grandes lances de perigo. A Costa Rica começou melhor, mas não contou com um dia inspirado de Bryan Ruiz e Campbell. Sem criatividade na área, o goleiro Karnezis não teve nenhum trabalho.


As duas seleções jogaram na ofensiva, mas a Grécia mudou a estratégia e jogou mais recuada, diminiuindo os espaços da equipe da América Central. A Costa Rica recebeu uma falta perigosa aos 20 minutos que, por pouco, não acabou em pênalti. Contudo, não conseguiu precisão durante a cobrança da falta e a bola sobrou para a defesa grega.
Na etapa final do 1º tempo, a Grécia começou a gostar mais do jogo e realizou alguns lances de perigo contra o gol de Navas. O maior risco que a Costa Rica correu foi aos 36 minutos, quando a Grécia chutou forte para o gol e a bola bateu nas pernas do goleiro Navas em uma grande defesa.

Segundo tempo da reviravolta

A Costa Rica voltou melhor para o segundo tempo e abriu o placar aos sete minutos com um chute fraco de Bryan Ruiz, que pegou de surpresa o goleiro Karzenis, e entrou rasteira no gol da Grécia.
A Grécia passou a correr atrás do prejuízo, mas teve dificuldades de chegar ao gol de Navas. O jogo passou a ficar marcado pelo excesso de faltas e pelo número de cartões. Aos 21 minutos, Duarte fez uma falta agressiva para cortar o contra-ataque da Grécia e foi expulso. Com um jogador a mais, a Grécia não soube aproveitar a vantagem.
Os gregos quase empataram durante um cruzamento aos 42 minutos. A bola foi rebatida na pequena área e sobrou para a defesa segura de Navas.

O empate da Grécia chegou nos acréscimos do do segundo tempo, aos 46 minutos, com o zagueiro Sokratis. Karagounis lançou na área da Costa Rica, e Mitroglou finalizou. Contudo, o goleiro Navas espalmou e a bola sobrou para Sokratis mandar para fundo do gol, empatando a partida e levando o jogo para a prorrogação.
O primeiro e o segundo tempo também contou com vários passes errados e não mostrou superioridade de nenhum dos lados.


A Grécia se manteve na ofensiva durante a primeira parte da prorrogação, dando vários sustos ao goleiro Navas. A Costa Rica passou a rifar bola e buscar Campbell em busca de algum lance decisivo. Mas o atacante mostrou cansaço e não pode ser substituido pois a seleção da América Central gastou todas as substituições. 
Aos nove minutos, Katsouranis quase vira o jogo para a Grécia. Na segunda parte da prorrogação, a Costa Rica ameaçou o gol de Karnezis. Mas foi a Grécia que mais chutou a gol. 

A Costa Rica teve uma grande chance de marcar após um escanteio, mas criou um contra-ataque quase fulminante para Navas, que fez uma ótima defesa. Mas foi no último minuto que MItroglous perdeu um gol feito. 

Pênaltis
Ficha do Jogo: Costa Rica  x  Grécia
Tempo regulamentar: Costa Rica 1 x 1 Grécia
Pênaltis:  Costa Rica  5 x  3 Grécia
Borges (GOL); Mitroglou (GOL); Bryan Ruiz (GOL); Christoulopoulos (GOL); González (GOL); Cholevas (GOL); Campbell (GOL); Gekas (Navas defendeu); Umaña (GOL).
Local: Arena Pernambuco
Público: 41.482
Data/horário: 29/06/2014, às 17h
Costa Rica: Keylor Navas, Gamboa (Acosta), Giancarlo Gonzalez, Oscar Duarte, Umaña e Junior Diaz; Bolaños, Celso Borges, Tejeda (Cubero)  e Bryan Ruiz; Campbell.. | Técnico: Jorge Luis Pinto.
Grécia: Karnezis, Torosidis, Sokratis, Manolas e Holebas; Maniatis (Katsouranis), Karagounis e Samaris (Mitroglous); Salpingidis (Gekas), Samaras e Christodoulopoulos | Técnico: Fernando Santos
Cartões: Duarte (vermelho), Tejeda (amarelo), Ruiz (amarelo), Navas (amarelo), Manolas (amarelo), Samaris (amarelo). 

Confira mais imagens:









  • Direitos autorais: Creative Commons - CC BY 3.0
Leyberson Pedrosa - Portal EBC
Axact

Canguçu Sports

Canguçu Sports é um blog portal voltado para as notícias esportivas da cidade de Canguçu e Zona Sul do estado do Rio Grande do Sul, criado em 2008 com intuito de facilitar a inclusão esportiva e na mídia digital é parte integrante da empresa BR PRESS. E-mail : editorresponsavel@gmail.com

Deixe um comentário:

0 comments: