A França teve muitas dificuldades, sofreu em grande parte do jogo, mas venceu a Nigéria, nesta segunda-feira (30), por 2 a 0, com gols marcados no segundo tempo pelo meia Pogba (aos 19 minutos) e Yobo, contra, em dividida com Griezmann (aos 46). Além de enfrentar a velocidade e a força dos africanos que foram melhores na etapa inicial, a França encarou também a torcida contra de grande parte do público presente (67.882 pessoas) no Mané Garrincha, em Brasília. Nas quartas, os europeus terão pela frente a Alemanha ou a Argélia, na sexta-feira (dia 4), no Maracanã.

O jogo – Toque de bola, sem chutões e marcações fortes dos dois lados. A partida começou bastante equilibrada e a França não conseguia se impor diante da Nigéria. Pelo contrário, a seleção africana, empurrada pela torcida brasileira no Mané Garrincha, colocou velocidade maior aos ataques pelos lados do campo e tinha mais posse de bola. Aos 19, a França teve o primeiro susto, quando Musa cruzou pela esquerda e Emenike empurrou para o gol. O juiz Joe Fletcher entendeu que o atacante nigeriano estaria impedido. Dois minutos depois, os europeus conseguiram responder com boa jogada de Pogba, que puxou contra-ataque. Na área, ele recebeu de volta e, de primeira, bateu para grande defesa do goleiro Enyeama.

A Nigéria passou a se entusiasmar na partida, colocava mais velocidade e criava jogadas, mas não concluía. Como os africanos deixavam espaço, a França também chegava ao ataque principalmente com Pogba, mas também cometia erros no último passe. No primeiro tempo, Benzema, que jogava pela esquerda e bem marcado, estava desaparecido.  Aliás, se os setores de meio de campo tinham espaço e liberdade para jogar, os atacantes foram superados pelos setores de defesa. No primeiro tempo inteiro, houve apenas seis chutes na direção do gol (quatro da Nigéria e dois da França), sendo que somente duas vezes (um para cada lado) os goleiros praticaram defesas difíceis. Isso também explica o 0 a 0 do primeiro tempo.

“A Nigéria dominou a partida, e a França teve muitas dificuldades para marcar os nigerianos no meio de campo”, explicou o comentarista Orlando Duarte, das rádios EBC. “A partida foi muito equilibrada. A Nigéria deixou boa impressão, e o Pogba foi o principal da França”, comentou Jorge Ramos.

Segundo tempo decisivo
A França iniciou a etapa final com a marcação adiantada no campo de ataque.  Mas a partida mantinha as mesmas características antes do intervalo. As equipes demoraram para criar chances claras de gol. O jogo ficou mais parado com faltas e a Nigéria conseguia ficar mais tempo no ataque. Aos 19 minutos, Odemwingie, um dos melhores entre os africanos, chutou de longe e Lloris conseguiu espalmar para o lado. A França não se assemelhava ao time que fez uma boa primeira fase na Copa, com bom toque de bola e objetividade e passou a ter mais problemas para marcar os atacantes nigerianos.

Depois de sustos, a equipe europeia, somente aos 23, conseguiu uma boa chance. Benzema fez tabelinha com Griezmann e ficou na cara do gol. O goleiro nigeriano desviou, e o zagueiro Moses salvou em cima da linha.  O lance deixou os europeus - que ensaiavam uma pressão - mais ligados. Aos 30 minutos, quase a França abriu o placar novamente, primeiro com cruzamento de Debuchy, depois com chute de longe de Griezmann, que entrou muito bem na partida. A bola explodiu no travessão. No  momento seguinte, Benzema cabeceou à queima-roupa para impressionante defesa de Enyeama. Na batida do escanteio, o goleiro, que tinha feito milagre, não tirou com força o cruzamento, e Pogba cabeceou para abrir o placar. Era o prêmio depois de intensa pressão.

A partir daí, a Nigéria partiu desesperada à frente, mas os franceses eram mais perigosos no contra-ataque. E, aos 46, acabaram as chances dos africanos, quando, depois de cruzamento, Yobo em dividida com Griezmann fez o segundo gol francês. Foi o alívio dos europeus para quem sofreu a partida inteira.

Ficha do jogo
França X Nigéria (oitavas de final)
30 de junho de 2014

Estádio Nacional Mané Garrincha - Brasília



França - 1 – Lloris, 2 – Debuchy, 4 – Varane, 21 – Koscielny e 3 – Evra, 6 – Cabaye, 14 – Matuidi, 19 – Pogba e 8 – Valbuena, 9 – Giroud (Griezmann)  e 10 – Benzema.
Nigéria - 1 – Enyeama, 5 – Ambrose, 2 – Yobo, 13 – Oshaniwa e 22- Omeruo, 10 – Mikel, 17 – Onazi (Reuben Gabriel), 7 – Musa, 11 -Victor Moses e 8 – Odemwingie, 9 – Emenike
Gols: Pogba (aos 19 minutos do 2º tempo) e Yobo - contra (aos 46 minutos do 2º tempo) 

Cartões amarelos: Matuidi (França)
Árbitro: Mark Sean Hurd (EUA)

Auxiliares: Joe Fletcher (CAN) e Alireza Faghan (IRA).

Veja mais imagens:


  • Direitos autorais: Creative Commons - CC BY 3.0
  • Luiz Claudio Ferreira - Portal EBC
Axact

Canguçu Sports

Canguçu Sports é um blog portal voltado para as notícias esportivas da cidade de Canguçu e Zona Sul do estado do Rio Grande do Sul, criado em 2008 com intuito de facilitar a inclusão esportiva e na mídia digital é parte integrante da empresa BR PRESS. E-mail : editorresponsavel@gmail.com

Deixe um comentário:

0 comments: