Rafael Ribeiro / CBF
A Seleção Brasileira se despediu  dos torcedores antes da estreia na Copa em um Morumbi lotado – 67.042 presentes – com uma vitória de 1 a 0 sobre a Sérvia. Fred marcou o gol com que o time de Felipão superou um adversário bem armado e com forte poder de marcação.
O público que compareceu para apoiar a Seleção, mesmo debaixo de chuva que caiu até o momento do jogo, aplaudiu os jogadores ao final. Foi um sinal de reconhecimento e confiança na trajetória que começa no dia 12 de junho, contra a Croácia, na caminhada da busca do hexacampeonato.      
O jogo começou sob muita disputa, alguns lances truncados, e marcação forte do time da Sérvia. Tentando não dar espaços aos jogadores brasileiros, a seleção adversária conseguiu também atacar, conseguindo dois escanteios sucessivos logo início.
A marcação da Sérvia ara bem feita, em cima, mal os brasileiros pegavam na bola, e a partida tendia par ao equilíbrio das ações.
Só que a Seleção Brasileira não gosta se ser desfiada. Quanto mais bem marcados, mais recursos os jogadores usam para superar e ganhar os lances.
Neymar arriscava, teve duas chances travadas na hora do chute final, e Fred conseguiu se livrar uma vez para chutar com perigo.
Atacando mais, em consequência, a Seleção Brasileira deixava mais espaços para o adversário explorar e por isso a Sérvia andou ameaçando, mas sem conseguir concluir e obrigar Julio Cesar a trabalhar.
No segundo tempo, a Seleção Brasileira consolidou o domínio do jogo. Passou a atacar seguidamente e empurrou o time adversário para seu campo. De tanto insistir, o gol saiu. Thiago Silva cruzou, e o artilheiro apareceu para deixar sua marca. Fred dominou, e mesmo caído, chutou certeiro, em lance próprio de quem sabe o que fazer dentro da área. Brasil 1 a 0, aos 13 minutos do segundo tempo.
Os 2 a 0 viram poucos minutos depois, em gol legítimo de Hulk, se o árbitro não tivesse erradamente anulado.
Willian já tinha entrado no lugar de Oscar quando, depois do gol de Fred, Felipão aproveitou para fazer mais quatro mudanças: Maicon, Maxwell, Fernandinho e Jô entraram nos lugares de Daniel Alves, Marcelo, Paulinho e Fred, respectivamente.
À Sérvia não restava alternativa se não tentar buscar mais ao ataque. Conseguiu dois lances bons, com abola esbarrando no pé da trave, e n outro no melhor  deles em grande defesa de Julio Cesar, cumprimentado até por um adversário.
Felipão resolveu dar um descanso a Neymar e mais uma oportunidade a Bernard. Faltavam pouco mais de 10 minutos para terminar. O Brasil teve mais uma chance, a Sérvia outra, mas o jogo terminou com a justiça no placar sendo feita à seleção com mais talento e categoria.
O Brasil jogou com Julio Cesar, Daneil Alves (Maicon), Thiago Silva, David Luiz e Marcelo (Maxwell); Luiz Gustavo, Paulinho (Fernandinho) e Oscar (Willian); Hulk, Fred (Jô) e Neymar (Bernard)   
Agora, a Seleção volta aos treinos, domingo, em Teresópolis, na preparação final para o jogo contra a Croácia, dia 12 de junho, na Arena Corinthians.

Assessoria CBF
Axact

Canguçu Sports

Canguçu Sports é um blog portal voltado para as notícias esportivas da cidade de Canguçu e Zona Sul do estado do Rio Grande do Sul, criado em 2008 com intuito de facilitar a inclusão esportiva e na mídia digital é parte integrante da empresa BR PRESS. E-mail : editorresponsavel@gmail.com

Deixe um comentário:

0 comments: