A delegação brasileira nos Jogos Paralímpicos de Sochi será oficialmente recebida em uma das vilas paralímpicas nesta quinta-feira, 6, às 10h, (3h no Brasil). Os atletas e a comissão técnica do país se hospedarão na Mountain Village Derevnya, uma das duas instalações dos Jogos.
O país estreia em Jogos Paralímpicos de Inverno com os paulistanos Andre Cintra, do snowboard, e Fernando Aranha, do esqui cross-country. Ambos representarão o Brasil nas montanhas de Sochi. O primeiro a entrar na pista é Aranha, no domingo, 9, com a prova de 15km. Ele ainda disputará o cross-country de 1km e 10km, dias 12 e 16, respectivamente. Cintra participará no dia 14 no snowboard.
Localizada em Krasnaya Polyana, distrito de Sochi, a Mountain Village irá receber 700 pessoas durante os Jogos Paralímpicos, entre membros de delegação e atletas do esqui-cross country, biatlo e esqui alpino. A outra vila (Coastal Village Usadba), que fica em Sochi, será a casa de 350 hóspedes, entre eles, atletas das modalidades praticadas no gelo, como hóquei sobre trenó e curling em cadeira de rodas.
O esquiador Fernando Aranha desembarcou em Sochi na segunda-feira, 3. Antes, porém, passou por um período de aclimatação e treinamento no National Sports Center for Disabled (NSCD), localizado no Winter Park, nas montanhas do Estado de Colorado (EUA).
Cintra, 34, viajou para a Suíça no último dia 25 de fevereiro, onde também esteve em período de aclimatação. O snowboarder, que usa uma prótese na perna direita, desembarcou em Sochi na madrugada desta quarta-feira, 5.
Ainda nesta quinta-feira, 6, às 13h50 (6h50 no Brasil), Andrew Parsons, presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro e vice-presidente do Comitê Paralímpico Internacional, participará do revezamento da Tocha Paralímpica. Parsons carregará a tocha em uma das avenidas de Sochi. Além dele, a carioca Mariana Vieira de Mello, gerente da integração paralímpica do Rio-2016, também representará o país.
Os Jogos Paralímpicos de Sochi-2014 serão disputados entre 7 e 16 de março, por 575 atletas, de 44 países. Eles vão competir em 72 eventos, de cinco esportes: esqui alpino, biatlo, esqui cross-country, hóquei sobre trenó e curling em cadeira de rodas. O parasnowboard estreará nos Jogos como parte da programação do esqui alpino. O Sportv transmitirá 35 horas, durante os nove dias de disputas.
O CPB está com uma equipe de comunicação em Sochi. Os jornalistas interessados em receber releases, vídeos-releases ou fotos devem enviar um e-mail para imp@cpb.org.br.
Perfis dos atletas
Atleta: Fernando Aranha Rocha
Data e local de nascimento: 10/04/1978, em São Paulo
Peso: 76kg
Altura: 1,63m
Classe funcional: LW11.5 (sitting)
Provas em Sochi: 15km (9/3, 3h*), 1km (12/3, 3h*) e 10km (16/3, 5h45*)
História: Por causa de uma poliomielite, Fernando Aranha teve o movimento das pernas prejudicado aos 4 anos. Aos 16, um amigo sugeriu que praticasse basquete em cadeira de rodas. Foi, então, que ele fugiu do orfanato em que vivia e foi ao Ibirapuera para conhecer um time. Começou a praticar o esporte e, a partir daí, passou a experimentar outras modalidades. Hoje, além do esqui cross-country, compete no ciclismo adaptado e no paratriatlo.

Perfis dos atletas
Atleta: Fernando Aranha Rocha
Data e local de nascimento: 10/04/1978, em São Paulo
Peso: 76kg
Altura: 1,63m
Classe funcional: LW11.5 (sitting)
Provas em Sochi: 15km (9/3, 3h*), 1km (12/3, 3h*) e 10km (16/3, 5h45*)
História: Por causa de uma poliomielite, Fernando Aranha teve o movimento das pernas prejudicado aos 4 anos. Aos 16, um amigo sugeriu que praticasse basquete em cadeira de rodas. Foi, então, que ele fugiu do orfanato em que vivia e foi ao Ibirapuera para conhecer um time. Começou a praticar o esporte e, a partir daí, passou a experimentar outras modalidades. Hoje, além do esqui cross-country, compete no ciclismo adaptado e no paratriatlo.

Atleta: André Cintra Pereira
Data e local de nascimento: 22/03/1979, em São Paulo (SP)
Peso: 77kg
Altura: 1,80m
Classe funcional: lower limb impaired (deficiência nos membros inferiores)
Prova: 14/3, 3h*
História: Aos 18 anos, André sofreu um acidente de moto e teve de amputar a perna direita um pouco acima do joelho. Há quatro anos, se interessou pelo snowboard e resolveu tentar se aventurar no esporte. Apesar de ter praticado surfe e skate antes de perder a perna, teve dificuldades no início da modalidade na neve. Equilibrar-se utilizando uma prótese era muito difícil. Em uma viagem aos Estados Unidos, ficou sabendo que existia uma prótese apropriada para a prática do esporte. Com o equipamento certo e as técnicas melhoradas, começou a competir entre 2009 e 2010.

*horário de Brasília
Assessoria de Imprensa do Comitê Paralímpico Brasileiro nos Jogos Paralímpicos de Sochi 
Axact

Canguçu Sports

Canguçu Sports é um blog portal voltado para as notícias esportivas da cidade de Canguçu e Zona Sul do estado do Rio Grande do Sul, criado em 2008 com intuito de facilitar a inclusão esportiva e na mídia digital é parte integrante da empresa BR PRESS. E-mail : editorresponsavel@gmail.com

Deixe um comentário:

0 comments: