Brasil vence o Juventude por 2 a 0 no Bento Freitas, e está cada vez mais próximo da próxima fase do Gauchão

No jogo em que o Brasil buscava recuperar a vice-liderança do Grupo A e ficar ainda mais próximo da classificação, os objetivos foram alcançados. Jogando no Bento Freitas, contra o Juventude, o rubro-negro venceu por 2 a 0. A partida, iniciada as 19h, marcou a sexta vitória Xavante no Gauchão 2014. Com o resultado, o Brasil chegou ao 22° ponto e está muito próximo das quartas de final da competição. No próximo domingo (9), às 17 horas, na Arena Alviazul, o Brasil encara o Lajeadense. A vitória recolocou o Brasil como melhor time do interior no Campeonato Gaúcho deste ano.

Em um primeiro tempo de muita marcação e um Brasil trocando passes de forma eficiente, as redes do Bento Freitas não foram balançadas. Rafael Forster, Fernando Cardozo, Alex Amado, Túlio Souza e Cleiton tentaram, mas esbarraram nas defesas de Fernando. Já o Juventude assustou com Yann, onde Luiz Muller fez uma grande defesa.

Já a segunda etapa foi de muita alegria da Maior e Mais Fiel. O Brasil voltou para os quarenta e cinco minutos finais com a mesma disposição e entrega do começo do jogo e seguiu trocando bons passes. De tanto insistir, os guerreiros Xavantes foram recompensados. Aos 16, com Leandro Melo contra, e aos 25, com o artilheiro Nena, o Brasil balançou as redes e conquistou a sexta vitória na competição.

O JOGO

Em uma noite agradável em Pelotas, o Brasil começou o jogo querendo fazer a alegria do seu torcedor. Aos 2 minutos, boa jogada pela esquerda de ataque e Alex Amado, dentro da área, tentou o cruzamento e a zaga do Juventude mandou para escanteio. Aos 18, Wender fez bom lançamento para Rafael Forster tentar, de primeira, o cruzamento. Novamente a zaga adversária evitou que a bola chegasse aos atacantes Xavantes.

Aos 19, um jogada espetacular. Cleiton foi mais rápido que a zaga do Juventude, ganhou a disputa de bola e cruzou rasteiro para Alex Amado. O baixinho, dentro da área, agigantou-se, dominou a bola, venceu os empurrões adversários e concluiu para o gol. O goleiro Fernando já havia sido vencido na jogada, mas a zaga da equipe serrana tirou a bola sobre a linha. Quase gol rubro-negro.

Aos 20, Rafael Forster cobrou falta de longe, no meio do campo. A bola saiu forte, alta, e foi caindo, caindo, caindo, até passar muito próximo ao gol de Fernando, sacudindo a Maior e Mais Fiel nas arquibancadas. Aos 41, Forster novamente em cobrança de falta. Desta vez, o lateral Xavante cruzou para Fernando Cardozo, que subiu alto e cabeceou para boa defesa do goleiro do Juventude. Um minuto depois, Yann, o camisa 10 do Juventude, mandou uma bomba da entrada da área e Luiz Muller, a Muralha Xavante, fez uma gigante defesa. Já aos 43, no último lance de perigo da primeira etapa, Nena rolou para Cleiton, que chutou para o gol, mas a bola passou por cima da meta de Fernando.

Mas se a bola teimou em não entrar no primeiro tempo, na segunda etapa ela teria dois encontros com as redes. Logo aos 4, Cleiton arriscou de longe e Nena, no meio da área, desviou de calcanhar. Fernando, atento, ficou com a bola. Aos 7, foi a vez de Nena escorar para Wender chutar para fora. Aos 9, Rafael Forster cobrou falta na cabeça de Evaldo. O zagueiro subiu alto e cabeceou. A bola tinha a direção do gol, mas a zaga adversária conseguiu desvia-la para escanteio.

Aos 16 não teve jeito: a bola entrou no gol de Fernando. E foi um lance curioso. O Brasil saiu em contra-ataque rápido. Nena tocou para Cleiton, que fez um lindo lançamento para Túlio Souza. O camisa 10 Xavante correu bastante e quando ia chegar na bola, viu o meia Leandro Melo dar um carrinho para afastar a bola. Só que o atleta serrano não contava que ela tomaria o rumo do próprio gol, vencendo o goleiro Fernando. Não teve outra reação dos rubro-negros: festa na arquibancada e Brasil 1 a 0.

Se o primeiro gol saiu, não demorou muito para o segundo acontecer. Aos 25, o Brasil, que seguia tocando muito bem a bola, viu Alex Amado rolar para Rafael Forster. O lateral rubro-negro, como sempre, fez um cruzamento perfeito na cabeça de Nena. O atacante Xavante, na primeira trave, subiu alto e desviou de cabeça. A bola venceu o goleiro Fernando e ainda beijou a trave direita antes de encontrar as redes. Mais festa da Maior e Mais Fiel. Brasil 2 a 0.
Aos 30, em falta frontal, o Juventude tentou assustar Luiz Muller. Mas o goleiro Xavante, seguro, não teve dificuldades para fazer a defesa. Aos 33, Cleiton fez bonita jogada na entrada da área, driblou dois marcadores e bateu para o gol, mas a bola explodiu na zaga caxiense. Já aos 35, Wender cruzou na segunda trave, onde Alex Amado dominou a bola, puxou ela para o meio da área e bateu para o gol. Caprichosamente ela raspou o travessão e saiu pela linha de fundo.

No último lance de perigo do jogo, Alex Amado, aos 38, invadiu a área em velocidade e chutou rasteiro. Fernando evitou o terceiro gol do Brasil. Aos 48, quando Márcio Coruja fez soar o seu apito, o Brasil garantiu mais uma vitória no Gauchão 2014. Reassumiu a vice-liderança do Grupo A e encaminhou a classificação à próxima fase da competição.

FOTO: Italo Santos / GEB

Jonathan Silva
Axact

Canguçu Sports

Canguçu Sports é um blog portal voltado para as notícias esportivas da cidade de Canguçu e Zona Sul do estado do Rio Grande do Sul, criado em 2008 com intuito de facilitar a inclusão esportiva e na mídia digital é parte integrante da empresa BR PRESS. E-mail : editorresponsavel@gmail.com

Deixe um comentário:

0 comments: