Brasil vence o São Paulo por 2 a 0, mantém superioridade sobre os riograndinos e chega a mais uma final no ano

E vem aí mais um final para o Brasil. Com uma atuação típica da equipe comandada pelo técnico Rogério Zimmermann, o Xavante dominou o São Paulo e venceu a partida por 2 a 0. Como havia vencido o primeiro jogo da semifinal do returno da Copa Sul Fronteira, o Brasil carimbou a classificação para a disputa do título. O jogo deste domingo (27), no estádio Bento Freitas, foi a 11ª partida entre as duas equipes em 2013. E a superioridade Xavante é marcante: são 9 vitórias sobre os riograndinos no ano. O adversário do rubro-negro na final sairá do clássico Far-Pel, a ser disputado na próxima quarta. O Brasil espera a confirmação da data da primeira partida da final, e decide na Baixada no domingo (3), o segundo jogo, conforme comunicado oficial da FGF.

A vantagem conquistada no primeiro jogo, não fez do Brasil um time que esperasse o adversário. E o primeiro tempo mostrou a principal característica do time de Rogério Zimmermann: a  agressividade ofensiva. E a organização tática Xavante resultou em belas jogadas, inúmeras oportunidades e um gol, de Joelson, nos quarenta e cinco minutos iniciais.

E o segundo tempo repetiu a história do primeiro: superioridade Xavante e mais um gol da equipe da casa. Wiliam Kozlowski, logo aos 7 minutos, cabeceou forte para marcar o 2 a 0 e decretar o placar da partida. Destaque para dois lances de Joelson que sacudiram a torcida Xavante. Aos 12 e aos 31, o camisa 9 do Brasil quase marcou dois golaços ao tentar encobrir o goleiro Luciano. Na primeira oportunidade, a bola passou ao lado da trave esquerda. Na segunda, beliscou o travessão do São Paulo.

O JOGO

A vantagem era Xavante e a iniciativa em busca do gol também. A bola mal tinha rolado e aos 14 segundos de jogo, Cleiton já tinha ido até a linha de fundo e cruzado para a área, onde a zaga Caturrita conseguiu afastar. Aos 6, Leandro Leite foi a linha de fundo e cruzou rasteiro. Na área, Alex Amado desviou de letra para o chute de Joelson que a zaga do São Paulo conseguiu afastar novamente.

Aos 9, Alex Amado, em velocidade, driblou a zaga e tocou para Cleiton, da entrada da área, bater para fácil defesa de Luciano. Aos 14, em um rápido contra-ataque Xavante, o primeiro gol ia se desenhando. Cleiton lançou para Joelson, que foi a linha de fundo e devolveu para o camisa 7 Xavante. O meio-campista chutou forte, o goleiro Luciano já havia sido vencido, mas Luis Fernando, sobre a linha, mandou a bola para escanteio.

Aos 15, as redes do Estádio Bento Freitas foram balançadas. E o gol foi Xavante. Alex Amado, pela esquerda de ataque, cruzou rasteiro para Joelson, que, dentro da área, dominou com a perna esquerda e com a direita mandou uma bomba para dentro do gol de Luciano. Ampliada a vantagem rubro-negra. Brasil 1 a 0.

Aos 21, uma sequência de escanteios que chamou a atenção dos presentes na Baixada. Durante 4 minutos, o Brasil teve 7 escanteios a favor. Os lances de maior perigo saiam dos pés de  Rafael Forster, cobrando pela direita, e Wender, pela esquerda. A zaga do São Paulo e o goleiro Luciano tiveram trabalho para evitar que tantos escanteios se transformassem no segundo gol rubro-negro.

Aos 42, Washington arriscou de fora da área e a bola passou ao lado do gol de Luciano. Um minuto depois, uma boa troca de passes do Brasil e Wender lançou para Alex Amado. O baixinho invadiu a área e tocou na saída de Luciano, que se esforçou todo para tocar na bola e mandá-la para escanteio. Na cobrança, Rafael Forster colocou na cabeça de Ricardo Bierhals, que cabeceou por cima do gol do São Paulo.

O segundo tempo do jogo começou com as redes balançando. E de novo as redes do gol do São Paulo. Aos 7 minutos, Wender, em cobrança de escanteio pela esquerda de ataque, colocou no meio da área, onde Wiliam Kozlowski subiu alto e acertou uma linda cabeçada para o gol. A bola foi parar nos fundo das malhas. Gol Xavante. Brasil 2  a 0.

Aos 12, um lance que levantou a torcida rubro-negra nas arquibancadas. Alex Amado é lançado e quando ia entrando livre na área, o goleiro Luciano se jogou aos seus pés e afastou a bola, mas ela ficou com Joelson que, de longe, tocou por cima do goleiro Caturrita. A bola caprichosamente passou raspando a trave esquerda do São Paulo. Quase o terceiro Xavante.

Aos 31, Washington lançou Joelson na área, o goleiro Luciano saiu correndo para tentar evitar que o atacante Xavante tocasse na bola, mas o camisa 9 foi mais rápido e deu um toque de leve por cima do goleiro Caturrita. A bola beijou o travessão do São Paulo. Quase o segundo gol do atacante na tarde ensolarada, no Bento Freitas.

Aos 40, Alex Amado foi a linha de fundo e cruzou. A zaga Caturrita cortou, mas ela caiu nos pés de Wiliam Kozlowski que tentou o chute para o gol. A bola não foi em direção do goleiro Luciano, mas sim no peito de Éder Machado que, na pequena área, dominou e viu o goleiro do São Paulo sair nos seus  pés e evitar que o centroavante conseguisse concluir para o gol.

E, aos 48 minutos, o árbitro Eleno Todeschini apitou o final da partida e decretou a classificação Xavante a mais uma final no ano. O Brasil, com a campanha conquistada no returno da Copa Sul Fronteira, decidirá o título do turno na Baixada. O adversário ainda não é conhecido. Na próxima quarta, o clássico Far-Pel definirá quem enfrentará o Brasil na luta pelo troféu. A data da primeira partida da final ainda não está confirmada. Já o segundo jogo será no domingo (3), no estádio Bento Freitas, conforme comunicado oficial da Federação Gaúcha de Futebol, previamente divulgado.

FOTO: Italo Santos / GEB

Jonathan Silva
Assessoria de Imprensa GE Brasil
Axact

Canguçu Sports

Canguçu Sports é um blog portal voltado para as notícias esportivas da cidade de Canguçu e Zona Sul do estado do Rio Grande do Sul, criado em 2008 com intuito de facilitar a inclusão esportiva e na mídia digital é parte integrante da empresa BR PRESS. E-mail : editorresponsavel@gmail.com

Deixe um comentário:

0 comments: