Equipe rubro-negra goleia o Avenida por 5 a 1 no Bento Freitas, em tarde inspirada do ataque Xavante. Éder Machado marca três; Alex Amado e Rafael Forster completam o placar

Para o Brasil avançar às semifinais, era preciso vencer o Avenida por dois gols de diferença. Mas a tarde era rubro-negra, e o Xavante fez logo cinco. Éder Machado marcou três, Alex Amado e Rafael Forster completaram o marcador, na vitória vermelha e preta por 5 a 1 sobre o alviverde de Santa Cruz do Sul.

Os comandados do técnico Rogério Zimmermann pressionaram o adversário do início ao fim do jogo. Com muitas chances de gol criadas, e o ataque do Brasil em tarde inspirada, a equipe Xavante venceu bem o Periquito, e garantiu vaga às semifinais da Série A2 do Gauchão. O confronto na próxima fase está marcado para quarta (3), às 19h, no estádio Bento Freitas, contra a equipe do Santo Ângelo. A partida de volta será no domingo (7), às 18h, no estádio da Zona Sul, em Santo Ângelo.

O JOGO

Não tinha outro jeito: o Brasil começou a partida pressionando o Avenida, pois precisava de dois gols de diferença para tirar a vantagem do alviverde. Com a posse quase total da bola, os rubro-negros atacavam pelas laterais com Tiago Rannow e Rafael Forster, e pelo meio com Maicom Sapucaia e Cleiton.

Aos 7 minutos, depois de uma grande troca de passes, Cleiton passou para Éder Machado dentro da área, o atacante chutou prensado com a zaga, e a bola saiu em escanteio. Na cobrança, após um bate e rebate, Cirilo chutou na trave. Aos 12, Tiago Rannow fez cruzamento da direita, e Éder Machado, na segunda trave, cabeceou fraco, mas obrigou Vanderlei a dar uma tapa para escanteio.

A equipe Xavante era todo ataque. E a pressão deu resultado, mas o árbitro anulou o lance. Aos 17, Rafael Forster cobrou falta para a área, e Éder Machado desviou de cabeça para o fundo da rede. Porém, o impedimento foi assinalado. O Periquito tentava respirar na partida. Esboçava alguns ataques, mas a defensiva vermelha e preta recuperava rapidamente.

Contudo, aos 29 minutos, não teve vez. Rafael Forster alçou a bola para área, e Éder Machado, de novo, desviou de cabeça, e Vanderlei aceitou. Explosão na Baixada, e Brasil 1 a 0. O gol parecia ter aberto os caminhos, pois 4 minutos depois, Alex Amado dominou dentro da área, girou o corpo, e tocou no cantinho para ampliar o marcador. O caldeirão fervia, e a equipe rubro-negra sustentou o ritmo forte nos minutos finais do primeiro tempo, até o apito final.

As equipes voltaram do intervalo, mas a temperatura parecia ter ficado nos vestiários, pois o frio chegou com tudo. E assim como na primeira etapa, o xavante começou os 45 minutos finais no ataque. E aos 7 minutos, Tiago Rannow cruzou da direita, e Maicom Sapucaia cabeceou da marca do pênalti, obrigado o goleiro Vanderlei a salvar em cima da linha.

O adversário, da mesma forma do primeiro tempo, se defendia, e tentava sair nos contrataques. Entretanto, a tarde era vermelha e preta. Aos 13, Alex Amado deu passe perfeito na grande área para Éder Machado, que dominou, tirou a marcação, e fuzilou para o gol, anotando o segundo gol na partida, e o terceiro do Brasil.

E não parou por aí. Cinco minutos depois, o camisa 9 foi lançado na esquerda, entrou na área, e chutou forte, cruzado, para marcar mais um gol no jogo. Já era goleada na Baixada: Xavante 4 a 0. E pelo lado verde e branco, na única chegada com perigo ao ataque, descontou. Aos 22, Alexandre cruzou da esquerda, e Rafael Forster tentou afastar, mas acabou jogando contra as próprias redes.  

O futebol é sensacional. Dois minutos depois, o lateral esquerdo rubro-negro se redimiu do gol contra. Alex Amado recebeu na grande área, avançou, e foi derrubado. Pênalti marcado. Na cobrança, o camisa 6 chutou no cantinho, sem chances para Vanderlei, e fazer 5 a 1 no placar do Bento Freitas.

O Avenida não tinha o que fazer a não ser se jogar para o ataque. Aos 32, Luiz Muller brilhou. Gavião, dentro da área, chutou no canto, e o goleiro rubro-negro se espichou todo e fez linda defesa. Mas o lance era fato isolado, pois o Brasil seguia no ataque. Aos 37, Willian Kozlowski, que havia entrado no lugar de Maicom Sapucaia, completou cruzamento da direita, com um pequeno toque, mas a bola saiu triscando a trave.

O fim do jogo se aproximava, e a torcida Xavante fazia a festa nas arquibancas. E aos 45 minutos cravados, o árbitro da partida apontou o centro do campo. Vitória elástica para garantir a vaga às semifinais da Série A2 do Gauchão.

FOTO: Carlos Insaurriaga / AI GEB
Axact

Canguçu Sports

Canguçu Sports é um blog portal voltado para as notícias esportivas da cidade de Canguçu e Zona Sul do estado do Rio Grande do Sul, criado em 2008 com intuito de facilitar a inclusão esportiva e na mídia digital é parte integrante da empresa BR PRESS. E-mail : editorresponsavel@gmail.com

Deixe um comentário:

0 comments: